Avatar xuxalove

Xuxa e Luciano no shopping

Mais fotos do casal

Gente saiu uma entrevista da Xuxa no Estadão, entrevista muito boa que vou colocar aqui pra vocês.

Xú concordo com você em tuuudo que falou sobre o filme Amor Estranho Amor.
Quer mostrar o filme? então aguente as consequencias.
Falou tudo Xuxa.
...............
Xuxa faz Shrek brasileiro com sua filha Sasha

Ela fala sobre novo filme, expectativa da filha como atriz, polêmica homenagem em Gramado e nudez proibida

SÃO PAULO - Xuxa tranca-se num carro da produção com o repórter do Estado. É domingo, dia 13, último dia das filmagens de Xuxa em O Mistério da Feiurinha. O set está instalado no Parque Guinle, no Rio, mais exatamente no Palácio do Governo. É o cenário ideal para o castelo das princesas do novo filme da rainha dos baixinhos. O set está uma loucura de movimentação. "Vamos ficar aqui dentro que ninguém nos interrompe", diz Xuxa. É o seu 19º filme e marca novidades importantes. Pela primeira vez, Xuxa trabalha numa adaptação literária e o autor é ninguém menos do que Pedro Bandeira, fenômeno editorial infanto-juvenil do País. Bandeira já vendeu mais de 23 milhões de livros, um feito digno de Harry Potter, tendo a seu crédito obras cultuadas como A Droga da Obediência. Não apenas a origem é boa - a história da Feiurinha é ótima, como sabem seus leitores -, mas Xuxa, desta vez, não é protagonista da própria história. Ela faz Cinderela. A Feiurinha do título, estreando no cinema, é sua filha Sasha. Foi a filha, aliás, quem apresentou Pedro Bandeira à m

Homenageada no Festival de Gramado por seus mais de 30 milhões de espectadores para o cinema nacional, Xuxa tem visto sua franquia encolher. O último filme, Xuxa em Sonho de Menina, fez pouco mais de 300 mil espectadores, número que representa nada, comparado aos 4,98 milhões de Lua de Cristal. Xuxa tenta reerguer-se, tem boa história, produção caprichada (da Conspiração) e uma diretora em quem confia (Tizuka Yamasaki). Em Gramado, sua homenagem provocou reações negativas da crítica, até porque a estrela se recusou a dar uma coletiva, o que é tradição em homenagens do gênero, em qualquer festival do mundo.

Você não facilita a vida de quem não gosta de você, mas me dá agora a entrevista que negou à imprensa em Gramado, em agosto. Por quê?

É diferente. Estamos aqui conversando e não creio que isso teria sido possível lá. Em Gramado, havia uma animosidade forte no ar. Muita gente era contra que eu fosse homenageada. Chegaram a dizer que eu havia cobrado. Minha mãe, que você conheceu há pouco (NR - ela visitava o set neste dia), é essa pessoinha maravilhosa que me deu uma educação responsável. Mas ela também me dizia, quando eu ia para a escola - "não provoque ninguém, não entre em briga, mas se alguém quiser brigar não fuja, senão você vai ter de se ver comigo em casa". Fui educada assim. Se me provocassem na entrevista, eu reagiria.

Mas ninguém ia lhe perguntar mais do que vou fazer agora. Por exemplo, você recebe um prêmio legítimo de público, mas se obstina em manter proibido o filme que fez com um dos maiores autores do cinema brasileiro, 'Amor, Estranho Amor,' de Walter Hugo Khouri, por causa de suas cenas de sexo. Nenhum crítico pode mesmo apoiar isso.

Mas eu não quero proibir Amor, Estranho Amor nem banir o filme da minha carreira. Também não renego que posei para a Playboy. O que há é que o filme de Khouri foi feito antes que eu começasse a trabalhar com crianças. Era um papel minúsculo, que os produtores, astutamente, resolveram explorar de forma que considero inadequada. Fizeram aquele cartaz e criaram slogan - ‘Veja o que Xuxa faz com seu baixinho’. Sou contra exploração grosseira. Quer transformar numa safadeza, quer mostrar? Vai ter de pagar. Não dou mole. Ponho advogado em cima.

Mas está na internet. Havia gente mostrando a cena no palácio do festival de Gramado, enquanto você recebia o prêmio...

Não posso impedir, escapa ao controle, mas se quiser mostrar legalmente, sem minha aprovação, terá problemas.

Por que escolheu livro de Pedro Bandeira para seu novo filme?

Há pelo menos três anos e meio que essa história me acompanha. Sasha recebeu Feiurinha para ler na sexta série. Era atividade escolar e ela podia ler um certo número de páginas por dia. Achei o livro maneiro e estava louca para saber o que levara Feurinha a desaparecer, mas a Sasha não me deixava avançar na leitura. Desde que li tudo me apaixonei. É releitura inteligente dos contos de fadas, o nosso Shrek. Passam-se 25 anos, as princesas dos contos de fadas estão todas grávidas. Sempre achei que daria um belo filme.

AMANHÃ A SEGUNDA PARTE DA ENTREVISTA.






On October 03 2009 177 Views




xuxalove

Favorite xuxalove

female - 31/12
1022 Photos
Fortaleza,





Tag - Emo
Loading ...