Avatar teoria_de_viver

Nunca fui muito apegado a essas coisas de ciclos e consequentemente, nem a retrospectivas sobre os mesmos, mas no final do ano que encerrou há pouco, senti que deveria fazer um balanço sobre os últimos doze meses que estavam prestes a findar – mas ai resolvi esperar o ano virar, afinal, vai que eu tivesse ganho na MegaSena, imaginem só, como meu balanço iria estar furado, né?! E acabou que o ano virou, não ganhei nada e perdi a vontade de fazê-lo.
Nesse final de semana, conversando com a Mariana, no Mc Donald’s – aham, a vontade do regime também se foi rapidinho – a gente lembrou de várias coisas boas do ano passado, ano que por mais pessimista e ranzinza que eu possa parecer e consequentemente ser, tenho que admitir: me foi um bom ano! Houveram claro, coisas que poderiam não ter acontecido, mas isso sempre acaba acontecendo e sempre acontecerá com todas as coisas e/ou pessoas.
Foram viagens, praia, hotéis, restaurantes, piscina, aeroportos, fotos, fotos, fotos e um pouquinho mais de fotos e mais uma porção de coisas boas, mas levando esse balanço a um criterioso nível de superávit, hoje, avaliando bem, como a um mosaico que se enxerga melhor vendo de longe, devo admitir que nada me deu mais alegria – e um certo orgulho sim, por que não?! – do que sentir aquelas patinhas escalando minha camiseta, quase rasgando ela, pra prender com unhas – e dias depois, dentes

(continua nos comentários)




On January 05 2015 at Diadema, São Paulo, Brazil 5503 Views






Tag - Fairy-tail
Loading ...