Avatar solamentation

Termometria!;D

Termometria:

A percepção de quente e frio existe desde que o homem apareceu na superfície da Terra. No tempo que experimentava essas sensações, o homem procurava uma explicação para elas.

Temperatura:

Em muitas situações é preciso medir e controlar a temperatura. A própria natureza forneceu aos seres vivos sistemas que regulam o frio e o calor. Nas aves e nos mamíferos, por exemplo, uma das funções do tecido adiposo, amplamente distribuído sob a pele, é de isolamento térmico, promovendo a defesa do organismo contra perdas excessivas de calor.
O tato é um dos sentidos que melhor permite dizer se a superfície de um objeto é quente ou fria. Mas essa avaliação não é exata, pois a sensação despertada pelo tato pode variar de pessoa para pessoa. Então como podemos definir temperatura?
Sabemos que os corpos são constituído de pequenas partículas denominadas átomos e que, numa determinada substância, átomos diferentes se agrupam formando as moléculas.
Imagine a seguinte experiência: Num recipiente metálico coloca-se uma mistura de água e serragem. Levada ao fogo à medida que essa mistura esquenta, o movimento das partículas de serragem vai aumentando, fato que nos permite tirar as seguinte conclusões:
- as noções de quente e frio estão relacionadas com a agitação das partículas de um corpo;
- o movimento das moléculas de um corpo é tanto maior quanto mais quente o corpo fica;
- o movimento das moléculas dos átomos de um corpo é denominada agitação térmica.
Com base na experiência descrita acima, podemos definir que temperatura é uma grandeza física que permite avaliar o grau de agitação das moléculas de corpo. Esse movimento de átomos e moléculas está associado a um tipo de energia cinética, denominada energia térmica.

Substâncias e grandezas termométricas:

Através de grandezas, como o volume e pressão, podemos identificar a temperatura de um corpo. Tais grandezas são denominadas grandezas termométricas.
Substâncias que apresentam sensível variação de volume e pressão quando submetidas a pequenas mudanças de temperatura caracterizam-se como substâncias termométricas. Elas são as mais adequadas para a construção dos termômetros, sendo o mercúrio a mais comum dessas substâncias.

Equilíbrio térmico

Quando colocamos um objeto quente em contato com outro objeto frio, depois de um certo tempo ambos ficam mornos. Em outras palavras, quando dois objetos com temperaturas diferentes são postos em contato um com o outro, depois de certo tempo eles chegam a uma temperatura comum. Dizemos, então, que os objetos atingiram o equilíbrio térmico.

Escala de temperatura:

Uma escala termométrica corresponde a um conjunto de valores numéricos, onde cada um desses valores está associado a um temperatura.
Para a graduação dessas escalas foram adotados dois fenômenos que se reproduzem sempre nas mesmas condições: a fusão do gelo e a ebulição da água, ambos sob pressão normal.
1º ponto fixo: corresponde à temperatura de fusão do gelo, chamado ponto do gelo;
2º ponto fixo: corresponde à temperatura de ebulição da água, chamado ponto do vapor.

A partir da escolha dos pontos fixos, realiza-se as seguintes operações:
1º) coloca-se o termômetro em contato com gelo em fusão e após ocorrer o equilíbrio térmico marca-se a altura de mercúrio (ponto do gelo);
2º) coloca-se o termômetro em contato com água em ebulição e, após ocorrer o equilíbrio térmico, marca-se a altura de mercúrio (ponto de vapor)
3º) dividi-se em partes iguais o espaço entre as duas marcas realizadas.
Está pronto a escala termométrica. Atualmente existem três escalas termométricas em uso: escala Celsius, escala Fahrenheit, e escala Kelvin.

Escala Celsius ou centigrada:

Apresentada em 1742 pelo astrônomo sueco Andes Celsius (1701-1744), essa escala tem divisão centesimal que facilita a leitura. Curiosamente, o primeiro termômetro feito nessa escala fixava em 100ºC (cem graus Celsius) o ponto de fusão do gelo e em 0ºC (zero graus Celsius) o ponto de ebulição da água. Posteriormente, esses pontos foram invertidos.
Usando um termômetro de mercúrio, Celsius observou que, ao colocá-lo em contato com a água em ebulição a uma pressão constante, a expansão do mercúrio cessava após algum tempo, pois entrava em equilíbrio térmico com a água e permanecia naquele ponto enquanto houvesse água em ebulição. Colocando o termômetro em uma mistura de gelo fundente (gelo passando para o estado líquido) e água, a contração do mercúrio também era interrompida no ponto em que o líquido entrava em equilíbrio térmico com a mistura.
Assim, os pontos de ebulição da água e de fusão do gelo permaneceram como pontos fixos da escala Celsius. O intervalo entre eles foi dividido em cem partes iguais, cada um valendo 1ºC (um grau Celsius).
Essa escala é usada em quase todos os países, inclusive no Brasil. Apenas alguns países de língua inglesa aplicam outra escala.

Escala Fahrenhe




On July 08 2008 1566 Views



Avatar solamentation

Solamentation On 08/07/2008

Como a temperatura está relacionada à agitação das moléculas, o corpo com zero absoluto de temperatura não possuiria agitação molecular.

pronto amiguinhos!
aki falamos um pouco sobre a termometria!

a resposta da charadinha anterior é......


um ELETRONDOMESTICO! euheiheuohieuhei meeeeeeu deusss que engraçado não??;D


e outra para vcs agora!

Como o átomo atende o telefone?
resposta no proximo post!


beijinho, beijinho, tchau,tchau!;D
euehuehoiehouehoiuehoiuhei


Avatar solamentation

Solamentation On 08/07/2008

desculpem pessoal mais o fotolog corto o resto do post!
aki vai!

Escala Fahrenheit:

Proposta pelo físico alemão Daniel Fahrenheit (1686-1736), que também era fabricante de instrumentos meteorológicos, essa escala faz corresponder 32ºF (trinta e dois graus fahrenheit) o ponto do gelo e 212ºF o ponto de ebulição da água, com divisão em 180 partes iguais entre esses pontos fixos. Essa é a escala usada em países que falam a língua inglesa.

Escala Kelvin:

As escalas Celsius e Fahrenheit são conhecidas como escalas relativas, pois o zero dessas escalas não significa ausência de agitação molecular.
Foi o físico britânico Lord Kelvin (William Thompson Kelvin, 1824-1907) quem inventou a escala absoluta, a qual leva seu nome. Nessa escala, a temperatura de fusão do gelo corresponde a aproximadamente 273K (duzentos e setenta e três Kelvin) e a de ebulição da água, 373K (lembre que na escala Celsius a fusão do gelo corresponde a 0ºC e a ebulição da água a 100ºC).
A escala Kelvin é absoluta porque tem origem no zero absoluto de temperatura. Isso significa que a temperatura de um corpo não pode decrescer indefinidamente: seu ponto máximo de resfriamento é o zero absoluto, que corresponde a -273ºC. Inexistente na Terra ou em suas mediações, temperatura próximas ao zero absoluto podem ser alcançadas apenas em laboratório, mas a um custo altíssimo: só as capas especiais para isolamento térmico dos pesquisadores custam por volta de cem mil dólares a peça.





Tag - Emo
Loading ...