Avatar sg_rj

Capela de Sant'ana - São Gonçalo - RJ

Os monumentos demonstram acontecimentos marcantes para a evolução e progresso de uma época e fatos mais importantes. tendo os monumentos essas finalidades,tornam-se históricos, muitos jamais podem ser discriminados com precisão.

Embora possuidor de muitos monumentos, o Município de São Gonçalo, só conta com dois tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que são a Fazenda do Colubandê, situada no bairro do mesmo nome e a Capela de Sant'ana, anexa a esta fazenda.

Monumento de grande valor histórico para o Município, é a fazenda do Engenho Pequeno,situada no bairro do mesmo nome. Era de propriedade do Capitão Miguel de Freitas de Vasconcellos. Ali foi palco de grandes acontecimentos, frequentada pelo imperador Dom Pedro, em suas visitas a São Gonçalo. Hoje, contudo, quase que completamente em ruínas, pelo descaso das autoridades competentes, só resta em perfeito estado, a Capela de Nossa Senhora da Conceição, antiga Nossa Senhora do Rosário, anexa a esta fazenda. Até 1930, aproximadamente, as terras então menos extensas, eram cultivadas, sendo posteriormente abandonadas por completo, dando lugar a loteamentos.

A Fazenda da Luz, situada em Itaoca, é um dos mais conservados monumentos do município, com vários objetos históricos. Anexa a fazenda a Capela da Luz, situada às margens da Baia da Guanabara, em frente a Ilha de Paquetá. Esta capela estava sob a administração do cônego João Ferreira Goulart, que empreendeu tantos esforços para a remodelação da igreja de São Gonçalo do Amarante. Como os demais monumentos, encontra-se também a Capela em pleno matagal, já se aproximando das ruínas.

A Capela de São João, situada no Porto da Ponte, no bairro do Gradim, também fica às margens da Baía da Guanabara. Já um pouco transformada, inclusive o seu telhado, fica ao lado esquerdo de um armazém muito antigo em estilo colonial. Existe próximo a esta Capela uma gruta que é objeto de estudos arqueológicos, possivelmente uma mina dos índios para extração de barro, destinado a confecção de abjetos de cerâmica e adornos.

A Capela de Nossa Senhora do Desterro, situada em Ipiíba dos Malheiros, acha-se também com algumas transformações.

O Sítio dos Arcos, situado na Estrada da Conceição, no bairro Mutuá, encontra-se em bom estado de conservação.

A Fazenda do Jacaré, localizada próximo ao Paraiso, era de propriedade de Belarmino Ricardo Siqueira, o Barão de São Gonçalo. Foi primeiramente patronato de menores, atualmente, é o Grupo Escolar Barão de São Gonçalo, em homenagem ao seu antigo proprietário. Serviu de residência do Barão, sendo bem frequentada pelo monarca.

Também foi de propriedade de Belarmino Ricardo Siqueira, Barão de São Gonçalo, outro monumento de valor histórico, a Fazendo do Engenho Novo, na localidade de Engenho Novo. A Fazenda é uma verdadeira obra de arte antiga, encontrando-se em bom estado de conservação.

A Capela da fazenda, tem ainda em sua frente o lugar onde se colocava o sino para chamar os escravos e duas aberturas em suas extremidades para prender o negro escravo para ser açoitado.

Na entrada, andando uns quinze metros para chegar a casa grande, encontra-se de ponta a ponta, palmeiras, que foram doadas por Dom João VI, aquela fazenda, quando da sua visita.

É visto ainda mais adiante, o poço que abastecia com água potável a fazenda, e, foi todo construído a braço escravo.

Hoje, a casa grande encontra-se abandonada, por isso, poderá daqui a algum tempo, entrar em ruínas. Da capela foram retiradas as imagens e o sino, contudo as terras são cultivadas em meado.

A Fazenda do Engenho Novo, também foi propriedade do Coronel Serrado, que veio a ser Prefeito do Município de São Gonçalo, organizando a primeira corrida de automóveis a 19 de setembro de 1909, cujo percurso era da Vila de Neves a Sacramento, num total de 72 quilômetros, sendo essa distância coberta em uma hora e quatro minutos de ida e volta, por Gastão de Almeida que pilotava um "Berliet", sagrava-se vencedor.

O maior destaque no antigo São Gonçalo, foi a fazenda de propriedade de Dona Mereciana Cunha, no atual bairro do Galo Branco, acima da Água Mineral, possuía o maior número de escravos, o luxo e a opulência ali vivia, hoje só é possível ver os alicerces da fazenda, resta poucos vestígios da ruína.




On August 05 2010 1026 Views





Tag - Pink
Loading ...