Avatar saojoaodelrey

Maria Fumaça

"Em São João del-Rei, ocupando uma área de 35.000 metros quadrados, encontra-se o maior centro de preservação da memória histórica ferroviária nacional e um dos mais importantes do mundo.

Juntamente com os prédios, a linha férrea até Tiradentes, de bitola de 0,76 metros, onde corre a "Maria Fumaça", formam o maior conjunto histórico ferroviário dinâmico em todo o mundo. São 12 km de linhas construidas a mais de 100 anos. O lastro (usado em baixo das dormentes) é cascalho rolado e lavado, retirado do fundo do Rio das Mortes.

Criada em 02 de fevereiro de 1878, a companhia ligava a cidade de Sítio (Antônio Carlos) com a navegação fluvial do Rio Grande, em Ribeirão Vermelho, a do Rio São Francisco, na Barra do Paraopeba, contribuindo com a navegação fluvial até Pirapora.

Os vagões são puxados, a uma velocidade de 30 km/hora, pelas antigas locomotivas "Baldwins", fabricadas nos Estados Unidos no final do século XIX. No Museu Ferroviário está a primeira locomotiva da EFOM (Estrada de Ferro Oeste de Minas) - a No. 1, com o antigo vagão em que viajou o Imperador D. Pedro II, além de outros veículos de rara beleza, incluindo um vagão fúnebre. Estão também no museu antigos documentos utilizados na ferrovia, ao lado de um acervo histórico de inestimável valor.

No interior da Rotunda, também chamada de coliseu encontram-se 25 linhas ocupadas pelas centenárias "Baldwins", permanentemente em exposição em seu antigo "habitat", junto a uma locomotiva à vapor cortada longitudinalmente ao meio, para demosntrar seu funcionamento."

Leia mais em: http://www.saojoaodel-rei.blogspot.com/

...

fonte: site São João del-Rei On-Line

foto: Cris Carezzato




On October 23 2008 7 Views






Tag - Music
Loading ...