Avatar rocha_rangel

REVEILLON 2008 EM PRESIDENTE – 23ª PARTE

Informações da Foto: Ana Gracez, Tatá e Eu (Ju Rangel) curtindo o clima agradável da praia de Imbé.


Eu e a Tatá demos prosseguimentos ao nosso bate-papo com uma brisa deliciosa percorrendo por nosso corpo, enquanto que o sol se fazia presente. Conversamos sobre os projetos e perspectivas para 2008. E nada melhor do que fazer isso no dia 1º de janeiro.

Seguimos naquela conversa de cumadre até umas 4 horas, quando o Doug acordou após sua soneca da tarde. Com isso nos levantamos e ligamos pra Ju Bock e Fêfo pra combinarmos nossa última ida ao mar daquele feriadão. Marcamos o horário e o mesmo local dos dias anteriores. Nos trocamos, colocamos roupas de banho, pegamos nossas tralhas e pegamos o rumo da estradinha até a beira mar. Aproveitei e fui bebendo um suquinho de caixinha.

Fomos caminhando e conversando sob um belíssimo sol. Coisa mais boa começar o ano com aquela maravilha nos iluminando. Pegamos a praia e seguimos caminhando e trovando até o ponto marcado. E diferentemente dos dias anteriores, as mães d’água não se faziam tão presentes. Fomos caminhando pela beirinha e não vimos nenhuma, um fato inédito naqueles dias. Chegando perto da guarita, o pessoal ainda não estava por lá.

A Tatá estendeu sua saída de banho e eu estendi minha toalha, pois também queria me sentar dignamente um dia, ahuahua. Então nós juntamos as duas e deu para o Doug também se refastelar. Ficamos os três estirados ao sol. Depois de um tempinho, o calor começou a pegar. O Doug me convidou pra entrar no mar com ele. Resolvi ir sem medo das mães d’água.

Chegamos na beirada e a água estava convidativa. Entramos aos poucos e pela primeira vez consegui ficar desencanado para brincar dentro da água. Ficamos de frescurite curtindo aquele momento perfeito. Água revigorante, refrescante e agradável. Não dava vontade de sair da água. Só que a correnteza estava puxando forte. Uma hora cheguei a me largar e observar o mar me puxando para o lado. Quando percebemos tínhamos sido levados muito a direita de onde estávamos. Mas não encucamos e resolvemos curtir.

Saímos do mar, e como estávamos mais afastados, tivemos que voltar um pouco. Fêfo, Ju Bock e Ana já estavam lá com a Tatá. E de onde estávamos era engraçado observar eles nos procurando no mar. E olhavam e não nos encontravam. Disse pro Doug pra gente ir por trás para assustar eles, mas quando estávamos perto eles nos viram. Cumprimentamos o povo e falamos do como o mar estava ótimo, sem mães d’água. A Ju Bock ficou faceiro com a possibilidade de entrar no mar. Já o Fêfo não queria saber de mar. Estava até de camiseta.

A Ana e a Ju Bock esticaram suas saídas de banho e se deitaram. Em seguida o Tio Nati e a Édina chegaram. Cumprimentamos a Édina, pois ainda não a tínhamos visto naquele finde. Apresentei o Doug pra ela e conversamos um pouquinho. Os dois iam sair pra caminhar e na volta iam entrar no mar. Deixaram suas coisas com a gente e saíram pra caminhada. Nós ficamos ali curtindo o sol, o clima e comentando sobre as figuras que passavam por nós.

Nossa diversão era observar o povo. A Tatá se encantou com um cara musculoso, que estava com seu filho e sua esposa gostosa. Adivinhem o apelido que esta mulher recebeu? Mocréia, ahuahauhahuhaaha. E ficamos ali curtindo o solzão. Mas logo o calor começou a pegar. Queríamos aproveitar um pouco mais o mar. A Ju Bock avistou a Édina e o Tio Nati voltarem da caminhada e se juntou a eles pra entrar no mar.

Nós ficamos mais um pouco lagarteando. Quando o calor tava pegando pesado, a Tatá e a Ana quiseram entrar no mar. Eu e o Doug as acompanhamos, deixando o Fêfo responsável por cuidar de nossas tralhas. Chegamos na beirada e fomos entrando devagarinho. O mar continuava agradável e refrescante. Mas não encontramos a Ju Bock. Ficamos apenas os 4 curtindo a água. A Ana e o Doug se aventuraram mais na água. A Tatá ficou no meio termo. Eu fiquei criando coragem pra entrar.

Aos poquinhos fui curtindo a água, mas com os olhos sempre atentos. A Tatá apenas se banhou um pouco e voltou pro nosso lugar na areia. Eu, após observar a presença de mães d’água novamente ao mar, fiquei receoso, e resolvi sair. Me juntei ao pessoal na areia. Uns 15 minutos depois a Ana e o Doug voltaram a se juntar a nós. Ficamos ali aguardando a chegada da Ju Bock. E ela demorou e demorou. Tempos depois ela voltou sozinha. A Édina e o Tio Nati (seu pai) foram embora direto. E como o sol já estava começando a enfraquecer, vimos que não renderia muito mais ficar na praia. Então sugeri de irmos comer sorvete em Imbé. Todo mundo aprovou.

Continua na próxima edição...

Beijos e abraços a todos.

Juliano Rangel


OUVIR: The Coors – I Never Really Loved You Anyway





On February 23 2008 1 Views



Avatar tata_buhler

Tata_buhler On 24/02/2008

hashesae,...esse meu amigo juliano. Só me entregando, né. feioso.
Mas nos divertimos na beira da praia...nossa! Tudo de bom!

Bjos amado




rocha_rangel

Favorite rocha_rangel

male - 03/03/1984 (33 years old)
899 Photos
Sao Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brazil





Tag - Fairy-tail
Loading ...