Avatar radiusvector

TARDE DE MAIO

Como esses primitivos que carregam por toda parte o maxilar inferior de seus mortos,
assim te levo comigo, tarde de maio,
quando, ao rubor dos incêndios que consumiam a terra,
outra chama, não perceptível, e tão mais devastadora,
surdamente lavrava sob meus traços cômicos,
e uma a uma, disjecta membra, deixava ainda palpitantes
e condenadas, no solo ardente, porções de minh'alma
nunca antes nem nunca mais aferidas em sua nobreza
sem fruto.

Mas os primitivos imploram à relíquia saúde e chuva,
colheita, fim do inimigo, não sei que portentos.
Eu nada te peço a ti, tarde de maio,
senão que continues, no tempo e fora dele, irreversível,
sinal de derrota que se vai consumindo a ponto de
converter-se em sinal de beleza no rosto de alguém
que, precisamente, volve o rosto, e passa...
Outono é a estação em que ocorrem tais crises,
e em maio, tantas vezes, morremos.

(...)

CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
In: Claro enigma, 1951


Carlos Drummond de A

On November 20 2017 at Minas Gerais, Brazil 75 Views





1 Favorites Groups »

  • belohorizonte

    Belohorizonte

    You CAN express yourself freely!

    all we ask, besides the complying to fotolog`s TOS (therefore, no hate, prejudice, etc, etc.. messages and pictures) is that you STICK to the THEME and be POLITE.



Flash of radiusvector

  • apua
  • leosouzabhz
  • stealaway
  • coffee_drinker
  • lilybulle
  • angie_oh_angie
  • islenska
  • gertrudsdottir


Tag - Emo
Loading ...