Avatar pseudokane3_5

MINHA NOVA (PAIXÃO) É UMA PAIXÃO ANTIGA, IMORRÍVEL!

Vasculhando a Internet, deparei-me com um texto maravilhoso do crítico estadunidense Jonathan Rosenbaum sobre Carl Theodor Dreyer. Fiquei tão entusiasmado que, ao me deparar com uma versão em .pdf do livro “Goodbye Cinema, Hello, Cinephilia” (2010), não me contive: o imprimi e o encadernei no mesmo instante, mas só poderia começar a lê-lo quando chegasse em casa, depois do trabalho...

No trabalho, recebi uma visita súbita de meu xodó embrutecido, que, oficialmente, não labuta às segundas-feiras. Ele parecia sorridente, benevolente, mas, mesmo assim, não pudemos conversar ao final do expediente. O motivo: dez minutos antes de eu encerrar a minha jornada empregatícia, fui abordado por uma mulher apaixonada, que insistiu em me detalhar os dilemas de uma paixão supostamente não-correspondida por seu chefe, reclamado que o comportamento dele é demasiado infantil em relação a ela. Solidarizei-me, decidi ouvi-la. Enquanto isso, o rapaz que me apraz foi embora, acompanhado por outra pessoa...

No ônibus de volta, enquanto eu lia uma resenha elogiosa acerca de outro livro do Jonathan Rosenbaum, atiraram uma pedra na janela, que se estilhaçou. Uma jovem que mora na mesma rua que eu foi atingida pelos pedaços de vidro, de modo que quase chorou de indignação. Enterneci-me por ela e, ao chegar em casa, deslumbrei-me frente à “Introdução” do livro rosenbaumiano. O telefone celular do meu xodó, entretanto, estava desligado...

Viver é adaptar-se!
WPC>


amizade cinefilia paixonite cotidiano diálogo adaptação trabalho literatura

On August 19 2014 at Sergipe, Brazil 18 Views



Avatar alexandre2000

Alexandre2000 On 19/08/2014

Viver é adaptar-se =)
E sim o Amor sobretudo ;)





Tag - Graffiti
Loading ...