Avatar paulinhopolo

Zootecnia 1

Principais enfermidades dos caprinos e ovinos

Nome: Beucelose
Agente: Brucella Melitensis
Trasmissão: transmitida como nos bovinos direta e indireta
Sintomas: abortos, manqueira, mastite,emagrecimento, pelagem aspera e infertilidade.
Prevenção: não introduçao de animas contaminados no rebanho e vacinação.
Tratamento: combinaçoes de antibioticos e associações de antibióticos com sulfas.

Nome: Empanzinamento
Causa: devido ao excesso de alimentos concentrados e favorecidos pela falta de água e de sal.
Sintomas: o animal deixa de comer e de ruminar, mostrando-se inquieto com a pança volumosa.
Prevenção: alientação bem preparada e constrante acesso a água, fornecimento de alimentos volumosos de boa qualidade.
Tratamento: exercício e purgante suave.

Nome: mastite
Agente: estreptococos, estafilococos ou mirococos
Transmissão: alta atividade do úbere , a retenção do leite, ferimentos externos e internos , falta de higiene.
Sintomas: mastite aguda aparece em geral pouco tempo após a papição .A cabra apresenta febre e perda do apetite da ruminação em seguida parte do úbere mostra-se inchada , dura e dolorida de modo que a doente mantem as pernas afastadas . O leite sofre alterações, apresenta-se seroso, com coloroção afermelhada e com grumos de pus,as vezes com odor repugnante.
Prevenção: manejo e alimentação corretos,sem excesso de concentrados.
Tratamento: dar uma injeção de penteabiótico veterinário e repetir a dose após 5 dias , se necessário.
fazer tratamento com maximo de higiene , ordenhar com frequencia e manter o úbere bem limpo .

Nome: metrite
Causa: inflamaão do utero , geralmnte ocorre depos de um parição difícil ou quando há retenção placentária, especialmente em cabras super alimentadas e com dieta deficiente em iodo.
Sintomas: as femeas doentes mostram-se tristonhas com febres, inapetentes e expelem pela vulva um corrimento de cor e consistencia variaveis, porem sempre com mau cheiro,ou torna-se crônico , mostrando -se intão um corrimento branco
Prevenção: muita higiene em qualquer intervenção durante o parto, alimentação e manejo bons, correção da carencia de iodo.
Tratamento: injeções de estreptanicina ou outros antibióticos .

Nome: berne
Agente: a mosca do berne ( dermatobia hominuis)
Transmissão: as mosca deposita seu ovos sobre outras moscas e estar ao sugarem os animais possibilitam a entrada das larvas na pele deles, onde ela se desenvolvem formando modulos e depois feridas.
Prevenção: mantero os pastos limpos e cuidar da higiene dos alojamentos e da pêle dos amimais, combater as mocas no estabulo e em seus arredores.
Tratamento:usar bibe-tox ou meguvem de acordo com as intruções do fabricante.

Nome: artrite encefalite caprina a virus
Agente: por virus da familia retroviridal e subfamilia hentervirinal
Transmissão: é transmitido por secreções do sistema respiratório, o urogenital, gladulas mamarias , tambem pelas feses e salivas.
a principal via de infecção é atraves do leite e do colostro.
Sintomas: a doença manifesta-se sob varias formas, articular , a nervosa e a mamaria são as frequentes.
a forma articular é uma artrite não purulenta que afeta principalmente a articulação . Ocorre em animais adultos com mais de 12 meses de vida.
a forma nervosa geralmente caracteriza- se por uma leucoencifomielite que compromete a substancia branca no cerebro, os cordoes espinhais e a medula .
na glandula mamaria ocorre reação inlamatoria nao purulenta , o ubere almente de volume , apreseta uma consistencia endurecida e diminui consideravelmente a produçao leiteira.
Prevenção: os animais devem ser imediatamente separados das mães para evitar que eles mamem colostro ou leite coontamiinado.
Tratamento: não existe tratamento curativo , pode-se apenas utilizar medidas paleativas.

Nome : febre aftosa
Transmissão : enfermidades causada por vius, nao muito comum.
sintomas: febres altas, aftas na mucosa bucal, úbere patas. os animais doentes babam e tem dificuldades para comer e para andaar.
prevenção: isolar do rebanho os doentes, até o completo restabelecimento. Desinfecção do local com uma solução de soda caustica a 2% ou bicarbonato de cálcio a 4%
tratamento: a boca e as patas deve ser tratadas com solução antissépticas, alimentos de facil mastigação, higiene rigorosa nos tratamentos, com desinfecção enérgicas.

nome: tétano
Agente: bactéria (clostpiduim tétano)
Transmissão: fezes contaminadas, os esporos resistem a mais de 100º C por 30 a 60 minuto.
Sintomas: aparece de 3 a 10 dias apos a discorna com ferro quente, castração, ou devido a ferimentos. Rigidez generalizada da musculatura, tremores, rigidez dos membros posteriores, delatação das narinas e reação exageradas a estímulos sonoros.
Prevenção: desinfecção da pele e dos instrumentos utilizados na pratica de castração, descorna, manutenção dos animais presos em locais limpos após qualquer intervenção cirurgica.
Tratamento: consiste no uso de substancias que promovem a neutralização




On September 18 2007 66 Views



Avatar pedrinhohds87

Pedrinhohds87 On 04/10/2007

### Knowho regala GOLD CAMERA ###
Quieres tener una cuenta Gold Camera?
Knowho regala 2 cuentas Gold Camera cada semana

en su concurso de votaciones
Una cuenta Gold Camera de 6 meses para el ganador
y una de un mes para el segundo
Visita http://knowho.net


Avatar yitie

Yitie On 21/09/2007

Hii!!!!


Avatar pekaemipe

Pekaemipe On 19/09/2007

eu IA ler

hahaahah
cansei


Avatar robertofilho

Robertofilho On 18/09/2007

gentee ele someee
ehhe tudo bem queridoo??


Avatar leo2210

Leo2210 On 18/09/2007

adorei o moleton.


Avatar lalexu

Lalexu On 18/09/2007

saludos
.saludos
.saludos
..saludos
...saludos
....saludos
.....saludos
......saludos
.......saludos
........saludos
........saludos
........saludos
.......saludos
......saludos
.....saludos
....saludos
...saludos
..saludos
.saludos
.saludos
.saludos
.saludos
..saludos
..saludos
...saludos
....saludos
.....saludos
......saludos
.......saludos
........saludos
........saludos
........saludos
.......saludos
......saludos
.....saludos
....saludos
...saludos
..saludos
.saludos
.saludos
.saludos
.saludos
saludos
.saludos
.saludos
..saludos
...saludos
....saludos
.....saludos
......saludos
.......saludos
........saludos
........saludos
........saludos

ajja washito riko


Avatar dentrodabolha

Dentrodabolha On 18/09/2007

meu deus
HAUhuahuHA


Avatar paulinhopolo

Paulinhopolo On 18/09/2007

As ocasiões mais indicadas para os tratamentos são animais vindo de feira antes da introção do rebanho da marcação e na desmama dos cabritos.
Tratamento: nao há medicamento eficaz contra todas as infestações por vermes, determinados medicamentos que dão melhores resultados no combate a certos gêneros e espécies de parasitas internos, porém o tratamento deve ser sempre orientado por médico veterinário.


Avatar paulinhopolo

Paulinhopolo On 18/09/2007

Nome: verminose
Tantos nos caprinos e ovinos a infestações por vermes,em geral mistas, são prejudiciais porque exercem sobre o organismo de ospedeiros ação mútipla espoliativa, tóxica, traumática, irritante e mecânica.
Sintomas: com a diarréria, a anemia e o definhamento que são frequentes os vermes pulmonares causam tosse áspera com descarga nasal viscosa. O vermes do estômago provocam inchasso mole, constipação em lugar de diarréia.
Prevenção: com os animais com infestação leve, suportam bem a verminose e prudente que o rabanho seja sempre bem nutrido e seja evitada a superlotação dos pastos, ocupar periodicamente parcelas de pastos com culturas temporareas. os abrigos e alojamentos devem ser mantido sobre boas condições higienicas, a administração periódicas de drogas anti-helminticas, com medida profilática. c


Avatar paulinhopolo

Paulinhopolo On 18/09/2007

Nome: sarna
Causa: as sarnas capióticas, pseróticas e dermodélicas podem atacar os caprinos, são doenças cutâneas contagiosas, causadas por ácaros de vários gêneros e que provocam coceira intensivas, crostas, escamações e depilações na pele dos animais.
Prevenção: isolamento dos indivíduos atacados e enérgicas desinfecção dos utensílios e alojamentos, cuidado na introdução de animais estranhos na criação. Evitar superlotação dos pastos e cuidados com outros animais.
Tratamento: a sarna demotélica e de cura demorada e deve ser tratada da seguinte maneir: espremer os módulos das regiões atacadas e banhar os animais com criolina a 2 % de 15 em 15 dias. Bons resultados são obtidos com o tratamento local dos módulos abertos, com uma solução saturada de ácido carbólco.


Avatar paulinhopolo

Paulinhopolo On 18/09/2007

Tratamento: consiste no uso de substancias que promovem a neutralização da toxina residual, administração de penisilina em altas doses.

Nome: bicheiras
Causa: assim como o berne, as bicheiras são comuns em regiões de clima quente. Algumas moscas depositam ovos nas feridas e crostas de sangue no corpo dos animais, depois de algumas horas, as lárvas saem dos ovos e penetram na carne onde se alimentam e crescem durante mais ou menos uma semana. Depois caem ao solo para completar o ciclo da vida da mosca.
Prevenção: aplicar no umbigo dos recém-ascidos, machucados e feridas cirurgicas, lupa-bicheiras a base de diazima. Quando necessário pulverizar os animais e paredes dos alojamentos com neocidolp.
Tratamento: aplicar sobre o local atacado bibe-tox.

Nome: carrapatos
Causa: parasitas que picam e sugam o sangue do animal como a espécie de oophtlus micropus.
Prevenção: limpeza dos pastos, rotação dos mesmos e higiene dos animaiS.
Tratamento: banhos carapaticidas a base de produtos desinfectantes triclorofan. Bixos de cabeça, berne, bicheira, sarna e piolho.
Trasmissão: carrapato da espécie amblyama cajenese, mais podem receber o boophillus microplus (bovinos)





Tag - Brasil
Loading ...