Avatar natyedudu

O RIO
Meu rio Parnaíba feito lembrança
não corre mais entre barrancos.
É um fio na memória um rio esgotado
no recreio de muitas manhãs, rio risco rio tatuado
na deriva de um dia perene.
Meu rio turvo se depositando
num claro engano que não se renova,
e descendo suas águas pelo nunca mais
de outras infâncias ensolaradas
Meu rio largo de água doce de brejo
jaz o seu curso entre coroas e canaranas,
e de outros meninos consumidos
no sol de suas águas
num delta escuro dividido
rola o dia perene.
(H.Dobal)

** Rio Parnaíba, lindo lindo
***Sabrina, linda linda linda




On February 27 2007 5 Views



Avatar imunkind

Imunkind On 08/03/2007

Coloca mais fotos aí, faz favor!


Default Avatar

Flávia On 01/03/2007

descobri! a sabrina é a mafalda das tirinhas!;*


Avatar luizahcs

Luizahcs On 27/02/2007

Linduxa!!!!!!!!Beijos pra ti, minha flor!


Avatar maryjoker

Maryjoker On 27/02/2007

LINDA, LINDA, LINDA, LINDA, LINDA!Lindas vcs!Naty, elas estão MESMO perdendo a carinha de baby e assumindo carinhas de mocinhas... ai, ai (suspiros)Loviú, meu amor!


Avatar anakarinne

Anakarinne On 27/02/2007

É linda demais, maezinha...


Avatar imunkind

Imunkind On 27/02/2007

tem várias coisas nessa foto q pedem por uma (ou mais) mordida.. mas duas delas estão me deixando sem controle: a bochecha e a gordurinha perto do sovaco!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!bjo p vcssssssss..


Avatar fatorell

Fatorell On 27/02/2007

:)


Avatar pauladanielle

Pauladanielle On 27/02/2007

eita natyvc me fez lembrar de um poema que eu amo tanto tanto...cheio de oxigenio...de ritmo...tb da nossa terrinha e do memso povo do nosso DobalO Rio Preciso urgentemente escrever um poema! Que os versos sejam vorazes, Lembrando do rio de minha cidade, Comendo as pedras no cais. Mas como escrevê-los? Como domar o rio de minha cidade À condição de poema? O rio de minha cidade não pede adjetivos, Principalmente recusa os que o tornam abstrato. O rio de minha cidade é um rio minguante, Porque aprisioná-lo no corpo de um poema? O rio de minha cidade guarda em suas entranhas O orgulho do homem sozinho. O rio de minha cidade é água viva na carne, Água pesada na memória. O rio de minha cidade é torto Como uma cicatriz. Fazê-lo reto seria contradizê-lo Vivê-lo, petrificá-lo nas retinas Esquecê-lo, jamais Preciso urgentemente escrever um poema! Paulo Machado


Default Avatar

Andre Melo On 27/02/2007

Corroborando com mi cumpade:"ê Riozão de meu Deus.Velho moooooonge..."(coisa de véi mermo, num tem?)[]'s


Avatar fadaamina

Fadaamina On 27/02/2007

Eu tô com um video pra te mandar mas não consigo, acho q é muito grande. =/Mas tô tentando. =D=***


Default Avatar

Ed On 27/02/2007

ê, riozão...




natyedudu

Favorite natyedudu

female - 24/02
418 Photos
Teresina, Piauí, Brazil





Tag - Graffiti
Loading ...