Avatar gustavo_neves

Eu ainda não ouvi o gongo!

Caraca! Depois de quase 3 anos estou reativando isso. Mas como parei de escrever por falta de motivação, nada melhor do que recomeçar em um momento de muita motivação.

Pior foi apagar os textos que tinha postado e nem lembrar como se escreve algo “decente”, haha. Mas como sempre era de improviso, então “liberta DJ”:

Vou escrever apenas porque lembro o quanto isso me fazia bem, e por agora ter motivos para escrever muito mais do que os 5000 míseros caracteres que posso usar aqui. Até agora já “desperdicei” 542.

Como diz uma música do Inimigos da HP, “estar apaixonado pode ser muito engraçado, a gente fica sem noção. Estar apaixonado às vezes fica perigoso, mas quem vai controlar a emoção? Estar apaixonado é viver sorrindo, cantarolar, assoviar uma canção. É mostrar pro mundo o quanto é lindo o amor que eu sinto no coração”.

Mas por quem cara-pálida? Por quê? Como assim?

Estar apaixonado pelo fato de sentir-se apaixonado. Um quarto com duas luzes acessas não é tão aconchegante quanto aquele que tem uma acesa e outra apagada. Sim, acabei de apagar uma das luzes do meu quarto, haha, mas o que tem a ver?

Pois é, apaixonar-se é isso. Dar razão a besteiras inúteis como essa. Porque estar apaixonado é ter uma luz acesa e a outra apagada. É em um instante ser a pessoa mais feliz do mundo, mesmo sem “nenhum” motivo, e no segundo seguinte se sentir um fantasminha camarada.

Sim, todo apaixonado sonha em ser correspondido... mas não é por isso que ele se apaixona. Se apaixona aquele que reconhece em determinado momento “algo” que possa ser capaz de transformar sua vida, algo que possa até ser idealizado como perfeito, mas como nem sempre é a mesma luz que está acesa, sabe que essa perfeição não existe, mas não importa... já temos aquela vontade louca de dormir para que chegue logo o outro dia, ou nem dormir, para simplesmente ficar sonhando acordado mesmo; vontade de gritar para todos ouvirem, ou falar baixinho, porque só importa que um único alguém ouça; vontade de correr para estar perto dela, ou estar longe, parado, para ver se ela liga dizendo que quer ficar perto de você; vontade de se declarar, mesmo imaginando que nada vá acontecer, ou ficar quietinho, esperando o momento certo em que algo possa acontecer; dizer, sinceramente, não, não quero nada em troca, mas imaginar com toda a força do pensamento que sim, quero tudo em troca.

A gente se apaixona por “algo” que possa mudar nossa vida, mas antes que isso venha a acontecer, já mudou. Uma frase, um gesto, um olhar, um sorriso (que sorriso) e vestida com aquela... ai ai ai... muita calma nessa hora, haha... Isso porque só quem pode mudar as nossas vidas somos nós mesmos... isso acontece de dentro pra fora sem interferência de mais ninguém. Acontece quando mudamos a nossa forma de ver exatamente as mesmas coisas que viamos antes. “A paixão é o que faz coisas iguais serem diferentes”.

Não se quer nada em troca. Precisa-se de tudo em troca. Só que não funciona assim.

Até aqui escrevi durante a noite. Dormi, acordei e agora vou finalizar. Sempre preferi aproveitar a noite que é onde rola maior inspiração, mas hoje isso não está fazendo diferença nenhuma. It's a beautiful day.

Uma das crônicas da Martha Medeiros diz:
"O que é que faz a gente se apaixonar por alguém? Mistério misterioso. Não é só porque ele é esportista, não é só porque ela é linda, pois há esportistas sem cérebro e lindas idem, e você, que tem um, não vai querer saber de descerebrados. Mas também não basta ser inteligente, por mais que a inteligência esteja bem cotada no mercado. Tem que ser inteligente e... algo mais. O que é este algo mais? Mistério decifrado: é o jeito. A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis: é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós; é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta. Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar. Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo."

É bom estar apaixonado, viver apaixonado, não importa por quem, pelo que... pela vida... devemos nos apaixonar pela vida.

“Apaixonar-se é um exercício de jardinagem: arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, espere, regue e cuide... terá um jardim... mas esteja preparado porque haverá pragas, secas ou excesso de chuvas... se desistir, não terá um jardim, terá um descampado... A paixão não se vê, não se guarda, não se prende, não se controla, não se compra, não se vende, não se fabrica... apaixonados não esperam, agem”.

E não os culpem. Eles apenas vivem em constantes dias ensolarados.

Chega de tanta besteira sem sentido. Mas que besteira sem sentido se eu to apaixonado!? Deixa eu RECOMEÇAR numa boa, na mãnha, rsrs...




On November 11 2010 5 Views






Tag - Vintage
Loading ...