Avatar georg_formiga

Hypsiboas faber

Taxonomia:
Filo: Cordados
Sub-Filo: Vertebrados
Super-Classe: Tetrápodo
Sub-Classe: Diapsida
Classe: Lissamphibia
Super-Ordem: Salientia
Ordem: Anura
Família: Hylidae
Gênero: Hypsiboas
Espécie: Hypsiboas faber (Wied-Neuwied, 1821)

Nome popular: Sapo-ferreiro, sapo-martelo, sapo-gameleiro, perereca-paneleira

Distribuição: sudeste e sul do Brasil ao sudeste do Paraguai e nordeste da Argentina. No Brasil distribui-se desde regiões de baixada a regiões serranas, ocorrendo na Mata Atlântica e nos Cerrados. É uma espécie que se adapta a regiões alteradas com facilidade podendo estar, devido a ações antrópicas, ampliando sua distribuição geográfica.
Status Populacional: Até então, esta espécie não se encontra na Lista Nacional das Espécies Brasileiras Ameaçadas de Extinção. Porém isso não exclui a possibilidade dessa espécie estar ameaçada, devido a utilização de métodos agressivos ao meio ambiente para expansão das fronteiras agrícolas, sem a menor preocupação com a conservação dos recursos para permitir sua regeneração, vem extinguindo um grande número de espécies de anfíbios e destruindo a biodiversidade em geral.

Hábitos: No período da desova essa espécie é geralmente encontrada em corpos dágua grandes e permanentes, em ambientes abertos ou florestais. Fora desse período reprodutivo é encontrada em florestas sobre as árvores. Os girinos vivem sobre o fundo de lagos (Kwet e Di-Bernardo, 1999).Esta espécie já foi vista sendo predada por caranguejos, serpentes, corujas e, até mesmo, por outros anfíbios. Sabe-se que seus predadores naturais são a cobra dágua e a coruja Suindara.
O repertório acústico desta espécie é excepcional. Até hoje já foram descritos seis distintos cantos. São eles: (I) "canto de anúncio"; (II) "canto de pulo"; (III) "canto de briga"; (IV) "grito de agonia"; (V) "canto de encontro"; (VI) "canto de início".

Alimentação: Os girinos alimentam-se de matéria em suspensão, detritos e organismos animais e vegetais em decomposição (Kwet e Di-Bernardo, 1999). Os adultos alimentam-se de alguns insetos.

Reprodução: O período da desova é de dezembro a fevereiro, quando é encontrada em corpos dágua grandes e permanentes, em ambientes abertos ou florestais. O macho constrói um ninho semelhante a uma pequena cratera (20cm de diâmetro) na margem de lagoas, poças ou açudes, nas clareiras ou bordas da mata onde emitem sons, semelhantes a batidas de um martelo em uma lata, para atrair a fêmea (Izecksohn & Carvalho-e-Silva, 2001; Kwet & Di-Bernardo, 1999).
Os machos, quando em grandes densidades populacionais, apresentam cuidado parental, permanecendo junto à desova impedindo que outros machos a destruam. Eles ainda podem lutar até a morte por disputas de territoriais. São depositados como um filme na superfície do ninho uma quantidade de 3000-4000 ovos pequenos. Os ovos são brancos na parte inferior, que fica submersa, e pretos na parte superior, que fica exposta ao sol, para que o embrião fique protegido contra os raios solares. A película de gel que mantém os ovos na superfície da água não pode ser rompida, senão os ovos afundam e não vingam, pois ficam sem o oxigênio do ar. Por isso, deve-se evitar que mexam nos ninhos. É interessante esta estratégia de isolar a poça do restante de uma lagoa, é uma boa garantia de segurança para os girinos nela retidos. Durante um certo período, os girinos desenvolvem-se dentro dessa poça até que uma inundação os liberem para a lagoa principal. Os girinos do sapo-martelo têm uma adaptação especial para sobreviver com nível bastante baixo de oxigênio na água, situação que normalmente ocorre na água retida nessas pequenas poças. Se a poça secar, os girinos resistem por mais de 24 horas. Eles são relativamente grandes e têm cauda preta que contrasta com o corpo pardacento. No verão subseqüente ao nascimento, os girinos tornam-se maiores e mais escuros, e então metamorfoseiam. O tempo total de desenvolvimento dos girinos é cerca de um ano.

Fonte foto: Beckmann, 2008.
Fonte literatura: http://www.ibama.gov.br/ran






On July 06 2008 249 Views



Avatar ismael_bio

Ismael_bio On 08/07/2008

altas perereca
;D


Avatar biopinguinho

Biopinguinho On 07/07/2008

legal heim
;*


Avatar aletelhado

Aletelhado On 07/07/2008

MASSA LOKO EU TENHO FOTOS DELA COM A COLORAÇÃO BEM DIFERENTE!!


Avatar qjozo

Qjozo On 06/07/2008

adoro essa perereca
uma das minhas favoritas
as hypsiboas são muito massa


Avatar leo_am

Leo_am On 06/07/2008

so





Tag - Emo
Loading ...