Avatar youvegothelove

Mãe,

Tenho de te pedir desculpa por tanta coisa. Acho nunca tinha tomado consciência da quantidade de coisas que fizeste por mim, da quantidade de vezes que me seguraste quando mais ninguém o fez desde sempre. E eu magoei-te, eu sei que magoei. Sei que errei contigo imensas vezes e que não o podia ter feito. Mas fiz. E é tão bom saber que, apesar de tudo, confias em mim o suficiente para me deixares ir para longe de ti e do pai e achares que vou ser responsável, é tão bom dares-me uma oportunidade que só demonstra o quanto acreditas em mim, quanto acreditas que sou capaz. Eu sei que te custa, sei que não querias que eu ficasse longe de ti, sei que mais do que achares que os filhos devem estar com os pais, faço-te uma falta imensa mesmo respondendo-te torto como tudo, de vez em quando. Portanto, obrigada por teres cuidado de mim, desde sempre. Por termos ultrapassado tantas coisas juntas e por me dares oportunidades que ninguém seria capaz de dar. Não é hoje o teu dia, o todos os dias são teus. Mas tu sabes que eu detesto dar parte fraca, que eu detesto dizer o que realmente sinto quando é positivo. Desculpa por te ter magoada. Obrigada pela experiência que estou a viver, obrigada pelo que tens aguentado ao longo deste nove meses mas por me teres ajudado a entender quem realmente tenho comigo. Obrigada por seres quem és. Por mais do que uma mãe, seres a minha melhor amiga.




On May 05 2013 at Penafiel, Porto, Portugal 270 Views





Tag - Avril-lavigne
Loading ...