Avatar charlesgavin

REG: Vocês ficaram seis anos sem lançar disco, foi a primeira vez que isso aconteceu em toda a carreira. Era um tempo que vocês precisavam?

Charles: Em 2000 nós assinamos um contrato com a Abril Music, e gravamos A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana em 2001. Depois a Abril foi vendida para a BMG, e em 2003 nós gravamos o Como Estão Vocês?. A BMG se associou a Sony, e em 2005 gravamos um ao vivo com a MTV. Depois gravamos o projeto com os Paralamas. Não estamos inativos desde 2003. Ficamos bastante tempo na estrada e por isso o processo não de composição , mas de registro, fica mais lento. Isso acontece com as bandas veteranas, com mais de 10 anos já vão deixando maior o espaço entre um disco e outro. E também teve as pendengas contratuais. Quando se muda de gravadora, cria-se dificuldades, se questiona muita cláusula que não cabe mais no mercado. Seis anos foi o tempo que a gente levou para se reorganizar e pensar num disco novo, mas soma-se a isso a crise do mercado brasileiro. Quem nos procurou propondo uma forma interessante de trabalho e que nos entusiasmou foi o Rick Bonadio, mas ele não apareceu logo depois que a gente saiu da Sony.

REG: Quando foi divulgado que vocês iam trabalhar com o Bonadio, começou a rolar um papo que o Titãs ia virar emo e coisas do tipo. Pesou na decisão de vocês o fato de o nome do Titãs ser associado ao emo?

Charles: Pensamos muito, isso ocorre de uma parte ou de outra, sabíamos que as pessoas podiam pensar isso. Mas o fato de os discos que ele tem produzido ultimamente serem nessa linha não significa que ele não possa fazer um outro tipo de coisa. A gente conhece o Rick Bonadio, ele veio do hip hop. E também, independente de eu gostar ou não, a imprensa tá pegando no pé desse gênero. Mas vai pegar sempre no pé do que tá vendendo, foi assim com o pagode. Uma vez fizemos um evento no final dos anos 90 junto com uma banda de pagode, foi uma provocação, premeditado. A imprensa destruiu a gente porque a gente tava se vendendo. Já entraram na berlinda sertanejo, pagode, emo, sempre quem vende muito, porque é comercial demais. Eu jamais vou falar mal de um colega, de alguém que esteja vivendo honestamente do seu trabalho. Mas tem a música que eu gosto e a música que eu não gosto. É claro que essa associação poderia acontecer, mas o nosso trabalho ia falar por si mesmo. Os jornalistas esquecem que o Bonadio produziu o Mamonas Assassinas, de quem a gente fez cover, trabalhou com o Ira!, banda que eu fiz parte, e com o Charlie Brown. É que NX Zero, Fresno, essas bandas são as que vendem mais no momento. Eu não vejo nenhum problema nisso. Se fosse pensar assim, o Liminha trabalhou com varias bandas do rock dos anos 80, algumas mais pop que a gente, e fomos fazer o Cabeça Dinossauro com ele.

Trecho da reportagem de "Rock em Geral", disponível em: http://www.titas.net/clipping/index.php?acao=view&id=1218&interface=0




On June 09 2009 5 Views



Avatar monte__castelo

Monte__castelo On 12/06/2009

o charles quase não fala nas entrevista...
mas quando fala é uma perfeição!!!!
lindooooo!!!


Avatar arnaldo_antunes

Arnaldo_antunes On 10/06/2009

O Charles apavorou, ele é FODA!


Avatar adrygavin

Adrygavin On 09/06/2009

Adoro essa foto e o Charles fala muito bem mesmo...




charlesgavin

Favorite charlesgavin

unknown - 22/08
15 Photos
Brazil





Tag - Emo
Loading ...